Buscar
  • Incubadoradenegóciosirati

Você sabe o que é Internet das Coisas (IOT)?

O termo Internet das Coisas (do ingles Internet of Things - IOT), tem aparecido com grande frequência nas conversas sobre novas tecnologias e nas redes sociais, mas afinal por que esta tecnologia tem chamado tanta atenção das pessoas?



Internet das coisas - IOT


No ano de 1999 o termo Internet das Coisas foi usado pela primeira vez, quando Kevin Ashton (pioneiro tecnológico britânico) apresentava a ideia de etiquetação automática para a empresa Procter & Gamble, para facilitar os processos logísticos da organização. Sob perspectiva de Kevin podemos entender IOT como:

Um ponto de encontro onde não mais apenas “usaremos um computador”, mas onde o “computador se use” independentemente, de modo a tornar a vida mais eficiente. Os objetos – as “coisas” – estarão conectados entre si e em rede, de modo inteligente, e passarão a “sentir” o mundo ao redor e a interagir.

Portanto, ao se referir a Internet das Coisas, estamos falando sobre a conexão entre objetos por meio da utilização de sensores ou softwares que trocam informações com pessoas, outros objetos e a rede, sendo que essas informações podem ser transferidas por radiofrequência (RFID), WiFi, Ethernet, Bluetooth, entre outras formas de conexões. Outra definição sobre Internet das Coisas usada com frequência é de que IOT é um modelo de comunicação Máquina a Máquina (M2M) via redes de comunicação.


A utilização de IOT possibilita, por exemplo, a transmissão de dados entre automóveis, máquinas industriais, peças e bens de consumo, para que posteriormente sejam analisadas por um sistema (ligado a rede mundial ou aos objetos apenas) permitindo envio de comandos, a devolução de dados sobre uso, a identificação da presença dos objetos e demais aplicações.



APLICAÇÕES DA INTERNET DAS COISAS


Como a tecnologia aplicada na Internet das Coisas pode ser adaptada para qualquer objeto, suas aplicações são as mais diversas, as quais vão desde acionar um eletrodoméstico pelo celular até processos inustriais complexos. A seguir alguns exemplos:


Casa

Um exemplo de aplicação da IOT em residencias é a automatização do processo de acender a luz, que pode ser acionado por aplicativo de celular e o monitoramento de temperatura por um termostato que adeque a temperatura embiente com base no histórico de preferências do morador.


Agronegócio

Os tratores podem possuir sensores para a coleta de dados sobre a colheita a fim de gerar informações aos produtores que possibilitem melhoria dos processos e o sistema de irrigação pode possuir sensores de umidade do solo para que a quantia de água seja adequada para cada cultura.


Automóveis e logística

As aplicações da IOT são as mais diversas, sendo que uma das mais conhecidas pelo público são os automóveis que estacionam sozinhos, num próximo momento os carros autônomos integrarão a lista de aplicações da Internet das Coisas em automóveis. Já na logística, as aplicações da IOT tem otimizado processos, como ocorre pelo uso de sensores que possibilitam o monitoramento das cargas e de rotas.



O termo Internet das Coisas é bastante recente e tem gerado muita discussão acerca de sua utilidade no cotidiano, mas assim como o termo ainda passa por uma construção, as aplicações da IOT estão passando por um processo de crescimento e desenvolvimento, o que tem despertado em algumas pessoas o receio acerca da proteção de dados em função desta hiperconectividade. Em relação a proteção de dados, deve-se considerar que ao serem trabalhados da forma correta, a utilização deles visa a melhoria dos processos para os usuários.

0 visualização